Coxinha da panificadora Esparta

O post de hoje é pra quem é fã de coxinha e mora e/ou trabalha perto do Pilarzinho ou Vista Alegre. Dia desses estava no bairro e fui lá experimentar a coxinha de frango com catupiry da panificadora Esparta. Ela é bem grandona e saborosa, apesar de não ser a melhor que eu já comi (Dois Corações e BomBocado ainda ocupam esse lugar no meu coração gordo), mas vale a visita pra quem está no bairro.

20130911-114528.jpg

A coxinha gigante custa cerca de 4 reais

Curiosamente, ao lado da panificadora tem um lugar que diz ser a melhor pizza de Curitiba, e outro na frente que promete servir a melhor castelinha de porco da cidade. Mas isso é assunto pra outro post!

Serviço
Panificadora Esparta
R. João Tschannerl, 1008 – Vista Alegre, Curitiba – PR
(41) 3338-9411

Anúncios

Kharina e o novo cardápio

Nos meus tempos de infância (há uns 10 anos), o Kharina era um ótimo lugar pra se fazer um lanche: preço bom, ambiente idem, comida gostosa e um cardápio tradicionalmente americano. Acontece que, com o passar do tempo, foram surgindo outras lanchonetes com o cardápio melhor, ambiente mais agradável e com o preço não muito diferente (não que esses lugares sejam baratos, mas é que o preço do Kharina aumentou ao longo do tempo). Resultado: não que a comida fosse ruim, mas simplesmente não compensava mais comer ali se logo ao lado tinha uma opção melhor.

Antes tarde do que nunca, a reformulação do lugar e do cardápio deu uma nova identidade ao lugar que já estava meio caído. Como boa gordinha, não pude deixar de ir conhecer o novo Kharina para saber se foi uma boa mudança ou não. É impossível chegar e não perceber a alteração: todas as mesas foram trocadas, uma espécie de madeira está em todo canto da lanchonete e até o público mudou, de um pessoal mais simples para os “nariz-em-pé” do Batel. O lugar está mais bonito, sem dúvidas.

O cardápio se divide em duas partes: o novo, com sanduíches mais “gourmet” (odeio essa expressão, vide post sobre a Giotto), e o antigo, com os clássicos da lanchonete. As novidades do cardápio incluem porções de frango, de nachos, de batata frita com maionese especial do Kharina e sanduíches com aquele pão meio francês, estilo o do Madero. Já o antigo tem os hambúrgueres mais famosos e alguns sanduíches abertos.

kharina

Eu optei pelo Kharina Cheddar Burger: pão “estilo Madero”, hambúrguer, creme de queijo cheddar, cebola caramelizada e bacon. O bacon é bem fritinho, crocante e saboroso. O cheddar é mais suave que o tradicional, lembra aqueles que vende no mercado junto com o requeijão, com a cor mais clara que o laranja berrante. O destaque ficou por conta da maionese especial com a batata frita, uma delícia!

kharina2

 Já o André escolheu um bem tradicional, o Hard Rock: pão “estilo Madero”, hambúrguer, queijo, alface, tomate e cebola crua. Ele é gostoso, mas por ser um sabor clássico ele não tem nada de extraordinário.

hardrock

Pedimos pra tomar um suco e um chopp (que vem meio congelado). No total, 26 dilmas por pessoa, um preço justo para um ambiente que recuperou sua dignidade.

Serviço 
Kharina
Rua Benjamin Lins, 851, Batel – Curitiba – PR
(41) 3029-1449
Segunda a sexta das 11h às 02h, sexta e sábado das 11h às 06h e domingo das 11h à 1h.

Yage – Japonês bom e barato

Encontrar um restaurante de comida japonesa que seja bom e barato não é uma tarefa muito fácil. Por sorte encontrei um muito perto de onde trabalho, no Água Verde. O Yage é um restaurante por quilo cujo buffet conta com saladas, sushis, sashimis e diversos pratos quentes – culinária brasileira e frutos do mar (tem camarão todo dia).

Buffet de sushis

Boa variedade de comida japonesa.

O buffet é trocado periodicamente, por isso a comida está sempre fresca. Apesar de achar que poderia ser um pouco menos gordurosa, a qualidade é boa, principalmente pelo preço. O valor por kg fica R$ 32,90 de segunda a sexta e no final de semana um pouco mais caro, R$ 38,90. Tem um ótimo custo-benefício pra quem depende de almoçar pela região.

O restaurante ainda conta com uma área externa (muito útil nos dias de calor), TVs na parte interna e aceita todos os cartões. Não tem estacionamento.

IMG_3872

Quarta é o dia do salmão e sexta é dia do strogonoff de camarão.

Serviço
Restaurante Yage
Av Silva Jardim, 2575 – Água Verde, Curitiba – PR
(41) 3093-9330

Mistura para brownie da Dona Benta

O post de hoje é para quem quer se aventurar na cozinha, mas ainda não tem as habilidades de um chef e prefere apostar em uma receita segura. A mistura para brownie da Dona Benta é uma ótima opção para sobremesa, já que custa cerca de 7 reais, rende cerca de 10 porções e é super fácil de fazer. Escolhi dessa marca porque, ao contrário de outras, essa possui castanhas e nozes na massa.

Para fazer o brownie a gente precisou da mistura, de três ovos e 5 colheres de sopa de manteiga (dá para substituir por margarina). Pré-aquecemos o forno a 180ºC, enquanto isso colocamos todos os ingredientes em uma bacia e misturamos até que a massa ficasse homogênea (precisa ter força, a massa fica bem consistente).

a

Escolhemos uma forma retangular com aproximadamente 18 cm de largura e 27 cm de altura, untamos com manteiga e um pouco de farinha de trigo e espalhamos a massa. Não se preocupe muito em deixar a massa lisinha, quando a forma é colocada no forno a massa amolece e já se espalha de maneira uniforme.

b

Depois de 35 a 45 minutos o nosso brownie ficou pronto. Ele fica bem crocante por fora e molhadinho por dentro, dá pra sentir bem o gosto das nozes e castanhas (na embalagem diz que é possível acrescentar mais à massa). Comemos ele puro, mas deve ficar ainda melhor com sorvete de creme e calda de chocolate. Aprovadíssimo!

foto

Giotto Pizzaria

Nos últimos tempos Curitiba tem sofrido com a síndrome da “gourmetização”. Explico: bares e restaurantes começaram a usar a palavra “gourmet” simplesmente para criar um suposto diferencial no produto e aumentar o preço em relação aos concorrentes. Muitas vezes o aumento no preço não condiz com a qualidade da comida, mas o caso da Giotto é diferente. Com o objetivo de oferecer uma pizza mais parecida com a italiana, a pizzaria na rua Carlos de Carvalho oferece uma comida diferente sem cobrar muito a mais por isso.

O espaço da pizzaria é clean, agradável. Uma das vantagens da Giotto é o cardápio de cervejas, super completo e com opções para todos os gostos. A pizza é preparada com farinha e tomate italianos, que faz toda a diferença no sabor. A massa é saborosa, crocante e com queijo parmesão ralado em cima, uma delícia!

IMG_3771-2

A Caprese (abaixo) é feita basicamente dos mesmos ingredientes da pizza Margherita: queijo mussarela, tomate e manjericão. Depois de ir ao forno é acrescentado um pedaço generoso de mussarela de buffala com molho pesto de azeitonas pretas por cima. O resultado são vários sabores numa mesma pizza e todos muito bem equilibrados.
IMG_3772-2

A pizza de cracóvia (salame típico de Prudentópolis, uma cidade aqui no Paraná), na foto abaixo, é sensacional e a Giotto é um dos poucos lugares em Curitiba que eu conheço que oferece esse sabor (a Venda Armazém e Boteco também tem mini pizza de cracóvia preparada no pão sírio, uma delícia). O salame é saboroso, mas sem ser tão forte como a calabresa. Outra boa opção na pizzaria é a Blumenau, com um salame de Santa Catarina.

IMG_3773-2

Mas o grande astro da noite, pelo menos pra mim, foi o calzone tradicional da casa. Fiquei com um pé atrás na hora de comer porque era de presunto e queijo e eu não gosto de presunto, mas resolvi dar uma chance e não me arrependi. O presunto é de qualidade, a massa é macia e tem bastante queijo, mas sem ser enjoativo. A borda é recheada com catupiry e coberta com gergelim, uma feliz combinação.

Para fechar a noite (como podem notar, pedimos quase o cardápio inteiro) experimentamos a pizza de chocolate e a de banana. A de chocolate é muito bonita, vem com baunilha, morango e kiwi. A massa é de chocolate e o sabor é bom, mas a de banana é mais gostosa. Cada pizza custa cerca de R$50,00 reais, um pouco mais caro que a maioria das pizzarias, mas vale a pena o gasto extra. E agora eles também entregam em casa.

Serviço
Giotto Pizzaria
Alameda Dr. Carlos de Carvalho, 962, Batel – Curitiba – PR
(41) 3095-1066
Terça a quinta e domingo das 18h30 à 0h, sexta e sábado das 18h30 à 1h.

Confeitaria Holandesa

Hoje vou falar de um dos lugares mais gostosos pra ir tomar café em Curitiba: Confeitaria Holandesa. Fundada em 1988, a confeitaria é uma das mais tradicionais da cidade, e com razão. Todos os doces e salgados são muito saborosos e bem feitos.

Das últimas duas vezes que fui na Holandesa da rua Dr. Pedrosa peguei uma empadinha de frango (tentei variar um pouco, já que 99% das vezes peço coxinha com catupiry) e um folhado de morango com nata pra comer em casa. Eu adoro o ambiente da confeitaria, mas geralmente na correria não dá tempo de consumir lá.

empada-confeitaria-holandesa

Essa é a empadinha de massa podre, a clássica. Na confeitaria também vendem com massa folhada, que eu nunca provei. Pra quem gosta da massa bem macia, que derrete na boca, essa é a opção ideal. O queijo em cima dá um toque especial e o tempero do frango é suave sem deixar de ser saboroso. O tamanho também é bom, nem muito pequena, nem muito grande.

confeitaria-holandesa

 

O folhado é um deleite para os olhos: grande, bonito, cheio de morango e açúcar. O doce é gostoso, mas confesso que esperava mais, talvez por eu não ser muito fã de nata não tenha me agradado tanto. A massa é uma delícia, mas com todo bom folhado se desmancha em mil farelinhos já na primeira mordida. Minha vó provou e comentou do excesso de gordura vegetal na nata, o que eu não senti. Resumindo, é bom, mas existem doces mais gostosos na Holandesa, como o madrileno.

Dessa vez não anotei o preço, mas geralmente os doces e salgados giram em torno de seis reais. Um bom preço, considerando que o tamanho é sempre generoso e a comida é de qualidade. A confeitaria aceita encomendas e tem delivery de domingo a domingo.

Serviço
Confeitaria Holandesa
R. Dr. Pedrosa, 366 – Centro, Curitiba – PR
(41) 3224-1191
De segunda a sábado das 9h às 20h e domingo das 10h às 19h.

Memphis Hamburgueria: rodízio de hambúrguer

No último final de semana fui ao Memphis Hamburgueria conhecer o rodízio de mini hambúrguer da casa, que acontece nas quintas, sextas e sábados. Além dos mais de 20 sabores, incluindo doces e vegetarianos, o rodízio também tem porções de mandioca, batata e polenta. O preço é bom: R$24,90.

Cheguei lá e fiquei um pouco decepcionada com o ambiente, parecia mais bonito por fora. Comecei com o hambúrguer de cheddar e depois experimentei o de frango com catupiry, pernil com barbecue e mais outros salgados que não vou me lembrar. Na hora de pedir a bebida foi difícil, já que os garçons aparecem muito pouco no espaço do salão em que eu estava.

O rodízio é bom, mas os sanduíches não chegam tão quentinhos e, por serem mini, não conseguem ser tão gostosos quanto um hambúrguer grandão. As porções são boas, mas são muito gordurosas. No tempo em que fiquei lá não veio nenhuma opção vegetariana, e os hambúrgueres doces são uma delícia! Tem um de morango com chocolate que tem um pão cor-de-rosa muito gostoso.

Hambúrguer com recheio de brigadeiro.

Hambúrguer com recheio de brigadeiro.

O rodízio vale a pena para quem tem o apetite grande, preza mais pela quantidade e gosta de variedade, mas confesso que bateu uma invejinha quando passava algum hambúrguer grande perto da mesa (que eu nunca provei, preciso voltar lá). Recomendo também não tomar cerveja com o rodízio, já que a bebida acaba pesando muito no estômago.

Serviço
Memphis Hamburgueria
Rua Brigadeiro Franco 1765- Batel, Curitiba – PR
(41) 3014-3002
De segunda à sexta das 11h30 às 23h e sábado das 17h30 às 23h